Relacionamento com Clientes ? CRIANDO UNIÃO ? Parte 2 | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Relacionamento com Clientes ? CRIANDO UNIÃO ? Parte 2

As empresas que tem dado certo estão incluindo o cliente e todo o restante do público que tange a empresa dentro de seus planejamentos estratégicos

Por | 20/02/2014

leonardo@youdb.com.br

Compartilhe
Comentei no artigo anterior que não existe empresa sem relacionamento. A verdade por trás disto é que, por mais idealizada que a empresa seja, com planos, planilhas, cálculos e fórmulas, o contato com o primeiro cliente mostrará a verdade e fará inevitavelmente com que ela se modifique. Mesmo seguindo tudo by the book - fazendo pesquisa de mercado, analisando os dados, montando aquele planejamento, trabalhando os 4P´s, chamando a melhor agência de comunicação - na hora H o cliente "esquece" de corresponder.
 
Ele não compra como a gente idealizou (afinal, gastamos uma fábula naquele material de ponto de venda e ele nem deu bola!). Ele não usa o produto da maneira "correta". Até acontece dele não pagar às vezes. Mas será que o cliente não entende o que estamos fazendo aqui afinal !!! Logo na primeira venda, tudo sai diferente do que planejamos. Falamos "A" e o cliente entende "B". Abrimos um novo canal que tem tudo para facilitar a vida do cliente, e ele nem aí. O que será que há de errado com nosso cliente?
 
Empresas que tem dado certo (no sentido de se aproximarem da realização de suas missões empresariais e sociais) estão incluindo o cliente e todo o restante do público que tange a empresa dentro de seus planejamentos estratégicos. Não somente antes, mas durante a relação. Relacionamento é uma atividade "working in progress". Para quem percebe isto, rede social é uma oportunidade de estreitar laços e realizar mais e melhor sua missão como empresa. Como consequência, isto irá gerar mais resultados financeiros, melhores e por mais tempo. A relação entre empresa e cliente é a dualidade em busca de união. 
 
Quando a empresa verdadeiramente escuta seu cliente, ela passa a conhecer a si mesma. Ela precisa desta contra parte para se compreender. Compreender que o melhor café que ela serve não é aquele que o dono da empresa mais gosta. Aquele que custa mais caro e dá mais trabalho para fazer. Às vezes o cliente só quer um expresso com uma espuma de leite. Para quem é especialista em café, isto talvez seja um crime, mas é assim que o cliente gosta.
 
Em certa medida, a vida da empresa é o relacionamento. Apenas a partir do contato com o cliente é que a empresa passa a se realizar como estabelecimento. A relação traz vida e alegria para a empresa. É a partir dela que todos os planos se tornam realidade. Que tudo o que foi idealizado toma forma. O relacionamento, porém, vai além do cliente. Tente abrir uma empresa de cosméticos que você irá compreender o que escrevo. São tantas pessoas, grupos sociais, órgãos e autorizações que você terá de interagir e providenciar, que logo perceberá o que é se relacionar de verdade.
 
Muitas obras do passado não seriam mais possíveis hoje por conta desta perspectiva mais ampliada. É provável, por exemplo, que uma grande hidrelétrica de 50 anos atrás, hoje não tivesse autorização para sair do papel. É cada vez maior o número de pessoas que percebe que uma relação ruim lá longe, já afeta sua vida aqui perto. Para tanto, é preciso ampliar a nossa percepção do que estamos fazendo como empresas e empresários. Qual o impacto que nossas decisões terão. Talvez até seu cliente não esteja atento. Mas é provável que o vizinho ou o amigo dele estejam. 
 
É importante atentar como a empresa se relaciona com as pessoas (dentro e fora), com suas ideias, com o ambiente ao seu redor, com as coisas (se cuida, guarda para si até perderem o valor, se passa adiante), com o alimento que é distribuído no seu restaurante, com a água. Enfim, com tudo. Tudo passa a ser um indicador de quem é a empresa. Relacionamento exige envolvimento. Ao fim, não se expor significa não se relacionar. Então, como empresa e como empresário, esteja atento as suas relações. Elas representam quem você é.
 
Se você já começa a se dar conta de que "as coisas não vão bem", saiba que na maior parte das vezes o relacionamento acontece de forma inconsciente. Pelo menos é o que temos percebido nas empresas. Afinal, ninguém planeja lançar um produto que irá prejudicar intencionalmente o cliente. Mas, como todo problema, somente a vontade e coragem de enfrentar o que precisa mudar é a chave da transformação.
 
Não se iluda achando que trazer mais clientes irá resolver o problema. A maior parte dos problemas de relacionamento hoje vem tomando a forma de problemas financeiros. Se uma empresa é bem aceita por seu público, porque ele não gostaria que ela ficasse no mercado por mais tempo comprando seus produtos e serviços?
 
Ao final, saiba que haverão todos os tipos de relacionamento com sua empresa. Pessoas que adoram e contam isto para muitas pessoas. Pessoas que usam a sua marca como um trampolim. Pessoas que compreendem o que você está fazendo. Pessoas que gostam mais do seu concorrente. Pessoas que gostam tanto do que você faz que querem até trabalhar com você. Entenda portanto, que existem níveis e intensidade diferentes nestas relações.
 
Até nosso próximo artigo e Boas Relações!

Por: Leonardo Barci

Presidente da youDb, Formado em Administração de Empresas e pós graduado em Marketing pela FGV. Co-autor do livro Mind The Gap ? Porque o Relacionamento com Clientes vem antes do Marketing


Comentários

Artigos do autor:

Quando o Cliente diz: Não me incomoda!

A Empresa que Nutre os Relacionamentos

A verdadeira riqueza no Relacionamento Empresa-Cliente

Consumo e Consciência

Uma pequena cidade chamada Shopping Center

Deixe seu cliente comprar ao invés de tentar vender

A Bicicleta de Marca

O ‘Fazejamento’ em Marketing

A falta de resultados como caminho

Invertendo a lógica do varejo

Quando a cafeteria decide tirar o café do cardápio

O Relacionamento que vai além da Marca

Educação para o Consumo

Que a Força esteja com você, Luke

Sequestrando o técnico da TV à cabo

Aviões, Nozes e o Relacionamento com Clientes

Relacionamento com Clientes ? CRIANDO UNIÃO ? Parte II - Final

Relacionamento com Clientes - CRIANDO UNIÃO - Início, Meio e Fim

Relacionamento com Clientes ? CRIANDO UNIÃO ? Parte II ? 5

Relacionamento com Clientes ? CRIANDO UNIÃO ? Parte II ? 4

Relacionamento com Clientes ? CRIANDO UNIÃO ? Parte II ? 3

Relacionamento com Clientes ? CRIANDO UNIÃO ? Parte II ? 2

Relacionamento com Clientes ? CRIANDO UNIÃO ? Parte II ? 1

Relacionamento com Clientes ? CRIANDO UNIÃO ? Parte 6

Relacionamento com Clientes ? CRIANDO UNIÃO ? Parte 5

Relacionamento com Clientes ? CRIANDO UNIÃO ? Parte 4

Relacionamento com Clientes ? CRIANDO UNIÃO ? Parte 3

Relacionamento com Clientes ? CRIANDO UNIÃO ? Parte 2

Relacionamento com Clientes ? CRIANDO UNIÃO

Ansiedade e Produtividade

O Mundo não acabou, mas e o Marketing, como fica?

Você trabalha hoje para o Marketing do Futuro?

A Construção do Novo Marketing

Profissional de Marketing de hoje deve ser repensado

Qualidade de Serviço ou Estratégia de CRM?

Privacidade de Informações ? O que é Público. O que é Privado



Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss