Artigos

Publicidade
Publicidade
Relacionamento

Seu negócio é para você ou para seus clientes?

Para entender e atender as necessidades de alguém, é preciso ir além do bom serviço, não basta entregar cliente aquilo que já é esperado. Deve-se ir mais fundo

Por Laíze Damasceno - 21/10/2014

Marketing é para gente que nem eu e você. Se não tem gente, não tem conversa, se não há conversa, não dá para fazer negócio algum. Independente de qualquer coisa, em primeiro lugar somos todos consumidores e estamos sempre em busca do melhor produto, serviço ou marca para atender nossas necessidades. E para entender e atender as necessidades de alguém, é preciso ir além do bom serviço, não basta entregar cliente aquilo que já é esperado. Deve-se ir mais fundo.

Naturalmente, me lembro que nós brasileiros somos conhecidos mundo afora por sermos calorosos e hospitaleiros. De fato, quando queremos temos uma habilidade incrível de acolher bem as pessoas. Que tal agirmos assim também em nossos negócios? De acordo com Keller e Kotler, em Administração de Marketing 14ª edição, “a essência de uma orientação de marketing bem concebida é o forte relacionamento com os clientes. Os profissionais de marketing devem se conectar com os clientes – informá-los, engajá-los e talvez até fazer com que participem ativamente do processo”.

Segundo os autores, se as empresas estiverem centradas nos clientes e passarem de uma orientação de vendas para uma orientação de marketing, elas serão capazes de desenvolver relacionamentos, e não produtos somente, e terão performance diferenciada perante aos concorrentes.

Ou seja, antes de pensar em vender, pense em se relacionar. Seja presente na vida dos seus clientes e esteja à disposição para ajudá-los. Faça diferente e fuja dos padrões comuns de atendimento para conseguir perceber a real necessidade deles. Seja generoso, escute de verdade e seja fiel para ganhar fidelidade. Aja, comunique, se relacione, sirva, atenda com hospitalidade, surpreenda e promova experiências realmente marcantes.

Em síntese, minha dica de hoje é: lembre-se da palavra ‘hospitalidade’. Se ela ainda não faz parte da filosofia dos seus negócios ou dos seus dias de trabalho, independente da sua área de atuação, passe a incorporá-la. Garanto, que você vai amar fazer isso e, assim, naturalmente vai tocar o coração dos seus clientes.



Relacionamento

Por: Laíze Damasceno

Diretora da Angorá Comunicação. Consultora de comunicação digital. Autora do blog Marketing de Gentileza