Artigos

Publicidade
Publicidade
Planejamento Estratégico

Olhando para o futuro e construindo o presente: as principais tendências do Marketing

Juliana Garcia explica que o início do ano é um ótimo período para avaliarmos as transformações do mercado e as tendências que guiarão o segmento

Por Juliana Garcia - 21/01/2022

O início do ano é um ótimo período para avaliarmos as transformações do mercado e as tendências que guiarão os segmentos que movem a economia do país e do mundo. A partir dessa análise, podemos traçar estratégias e estruturar o planejamento de nossas empresas, alinhando os valores de uma organização com as mudanças capazes de influenciar sua jornada dentro de um ambiente de negócios cada vez mais dinâmico e interconectado.
 
Tais pressupostos, sem dúvidas, também valem para o marketing. Com isso em mente, ao longo deste artigo, separei alguns insights sobre os rumos de nosso mercado, com base em leituras recentes e nos debates conduzidos no setor neste começo de 2022.  
 
1.    A busca pela autenticidade e pelo propósito
 
Um primeiro ponto que vem sendo levantado por diferentes agências e consultorias diz respeito ao reforço das estratégias baseada em uma conexão entre os propósitos de uma marca, as pautas que movem a sociedade contemporânea (inclusão, sustentabilidade, desigualdades sociais) e o perfil de consumidores cada vez mais antenados com a realidade que nos cerca.
 
Sobre esse tópico, uma pesquisa global da Deloitte divulgada no início deste ano apontou, por exemplo, que 76% dos consumidores brasileiros com mais de 26 anos preferem comprar de marcas que trabalham questões sociais em suas campanhas. Já em alguns segmentos específicos, como o de Beleza e Cuidados Pessoais, por exemplo, jovens de até 25 anos se interessam por marcas comprometidas com a sustentabilidade.
 
Mas a pesquisa reforçou também que tais campanhas devem considerar aspectos inclusivos e, também, trabalharem mensagens autênticas, que de fato sejam importantes para os propósitos de uma marca.    
 
2.    Menos cookies, mais dados primários
 

No âmbito da infraestrutura de campanhas, a tendência é que a coleta de dados espontâneos a partir de formulários e da oferta de materiais de Marketing digital, como e-books e whitepapers, se consolide como uma tendência definitiva dentro de um ambiente online que, cada vez mais, conta com políticas que valoriza a privacidade dos consumidores. Em contrapartida, os cookies (sobretudo os chamados third-party cookies, que coletam dados de navegação dos usuários de modo, no geral, oculto) tendem a sumir, de modo definitivo, das estratégias do marketing digital.
 
3.    A construção de equipes multidisciplinares em um mundo híbrido

 
Pensando na construção das equipes de Marketing e na busca por talentos no mercado, a consolidação dos ambientes híbridos de trabalho fomentou novas possibilidades em termos de formação de equipes, incluindo a quebra das barreiras geográficas e mais diversidade, fatores esses que devem avançar ainda mais em 2022.
 
Já pensando em competências, a tendência discutida no setor envolve a procura por profissionais dinâmicos, que combinam habilidades analíticas com perfil criativo e os skills de comportamento e liderança (soft skills). 
 
4.    O Marketing no metaverso
 
Já no segundo semestre de 2021, o metaverso foi a bola da vez da economia digital. Mas a verdade é que estamos apenas no início de uma jornada que irá fundir, de uma vez por todas, os limites entre o físico e o digital: e, além de um ambiente de experiências interativas baseadas em realidade virtual, o metaverso abre a possibilidade de ativações e campanhas de marketing mais inovadoras, com alguns exemplos interessantes já sendo trabalhados por marcas como Coca-Cola e Volkswagen no mundo dos games.  
 
5.    Dados, vídeos e experiências digitais fluidas
 
Finalmente, se fosse possível resumir um corpo de elementos que deve influenciar as campanhas de Marketing ao longo de 2022, certamente, teríamos que incluir o Marketing orientado por dados (que já é uma realidade e, para 2022, a Salesforce prevê um aumento de 75% nas fontes de dados utilizadas pelas empresas), às campanhas por vídeos em redes como TikTok e Instagram (formato que assume a dianteira no contexto das mídias sociais) e a busca por experiências digitais ainda mais imersivas e fluidas (dada as tendências do metaverso e do próprio data driven marketing).
 
Esse é apenas um panorama de alguns dos principais temas que vêm sendo discutidos dentro do universo do Marketing e podem influenciar o futuro do setor. Cabe a você analisar quais dos tópicos faz mais sentido para a realidade de sua agência e, acima de tudo, não ficar para trás diante de uma realidade mercadológica em constante transformação.   
 
 

Por: Juliana Garcia

Comunicóloga, jornalista por formação e apaixonada pelo trabalho de mídia espontânea. Atua há mais de 12 anos como Public Relations, sendo que, deste período, 9 anos à frente da IDEIACOMM, agência de conteúdo, social media e assessoria de imprensa.