A essência dos presentes de antigamente | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

A essência dos presentes de antigamente

Hoje é tão fácil comprar qualquer objeto em questão de segundos, que aquela personalização e humanização do presente praticamente morreram

Por | 17/08/2011

Compartilhe

Por Jorge Nahas*

Antigamente, o ato de presentear era tão incrível, era um momento extremamente esperado e de felicidade tanto para pessoa que dava quanto a que recebia. Isso porque, como grande parte dos itens, era de feitio artesanal. Obter algo realmente desejado que remetesse à pessoa presenteada não era nada fácil e, muitas vezes, alguns chegavam até a confeccionar o próprio presente, personalizando-o e dando um toque especial ao perfil do presenteado. Ou seja, o ato de presentear não era uma simples formalidade, era um momento da mais alta importância para ambas as partes.

Com a globalização e a produção em massa, o cotidiano passou a correr em uma velocidade avassaladora, retirando do cenário este tempero mágico de dar presentes. Hoje é tão fácil comprar qualquer objeto em questão de segundos, que aquela personalização e humanização do presente praticamente morreram. Aquilo que era um momento especial tornou-se rotineiro e até robótico. Dessa forma, cada vez mais é possível perceber que as pessoas vislumbram ainda a praticidade e conveniência da internet, deixando de lado o toque personalizado, a atenção com o próximo e a relação mais humana. A interatividade está começando a fazer falta.

Para combater esse déficit de interrelações humanizadas, unindo a velocidade de um clique na internet à personalização da escolha de um presente, está o mercado de experiência, que veio com grande impacto para revigorar o prazer de um presente. Ou seja, aquela sensação mais intensa, que envolve o cerne humano, a fim de entrar em sua memória e nunca mais deixá-lo esquecer. A essência dos presentes do passado está voltando, graças a este mercado.

O mercado de experiência tem como conceito propiciar um momento único e marcante para a vida do consumidor, que gerará boas lembranças, sempre relacionando a pessoa aquele momento. Ou seja, para presentear nesse sentido, basta a boa intenção de presentear a pessoa escolhida com algo diferenciado, e ter aqueles poucos minutos para uma compra online.

De acordo o guru do Marketing Philip Kotler, que relata dentre as ideias do Marketing 3.0, estamos na era da humanização, as pessoas querem mais carinho e atenção. Essa melhora na valorização do ser humano pode ter início ao prestigiar alguém com uma experiência única, algo que lembre o valor da vida e que somos gente, não máquinas.

Procurando relações sobre o até então ato mágico, encontrei algumas frases interessantes sobre a arte de dar presente:

:: É uma demonstração de carinho que melhora a relação de presenteador e presenteado.  (P. Florindo)

:: O que importa mesmo é o significado dele para a pessoa que vai recebê-lo. (P. Florindo)

:: Mais do que dizer o que eu gosto ou deixo de gostar o essencial desse post é entender que acredito que escolher um bom presente seja uma ARTE. Demanda muito mais tempo e paciência do que dinheiro. É raro encontrar uma pessoa que se empenhe na hora de escolher um presente. Eu me esforço, rodo a cidade inteira, busco os interesses do aniversariante, mas não posso dizer que tenho esse dom. Quando gosto e acho que tem a cara da pessoa, compro pra dar depois, porém isso não é bom quando não se pode trocar. (Luiza Boudoir)

Agora, se você está preocupado em saber sobre a arte de dar presentes, pode fazer esse teste muito interessante, e conferir se tem ou não este dom.

Caso você tenha esse magnífico dom, está na hora de utilizá-lo, colocar em prática e passar a idealizar os presentes com aquelas pessoas mais especiais em nossas vidas. Se não tiver, não se preocupe, sempre está em hora de aprender a levar momentos de felicidades para a vida dos nossos entes queridos.

*Jorge Nahas é CEO da empresa O Melhor Da Vida, especializada em presentes-experiência.

Por: Jorge Nahas




Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss