Artigos

Publicidade
Publicidade
Digital

Business Intelligence é ferramenta ideal para expansão de negócios

O BI reconhece a necessidade de sincronizar os esforços dos gestores em todos os níveis - estratégico, tático e operacional - a fim de alcançar em conjunto as metas e objetivos de negócios.

Por Jonathan Melo - 09/08/2021

O marketing é um dos segmentos que mais se aproveita dos profissionais e ferramentas focados em Business Intelligence. (Foto: Pexels)

Fazendo um balanço do mercado empresarial em 2020, é notável que a pandemia promoveu uma aceleração da transformação digital, seja para manter a empresa funcionando ou para se obter mais vantagem competitiva diante dos concorrentes.

Essa rápida mudança, no entanto, trouxe dúvidas de como as empresas lidariam a curto e longo prazo com a adoção de novas tecnologias. Na hora de planejar os próximos passos da estratégia empresarial, um dos fatores mais importantes e que impactam diretamente no sucesso dos negócios é o uso inteligente de dados.

Um estudo da Zoho em 2020 com empresários no Brasil constatou que o principal desafio das empresas é a dificuldade de integração entre as plataformas utilizadas para gestão dos negócios. Na prática, com os recursos oferecidos por softwares e ferramentas, as empresas conseguem entender melhor seu público, conhecendo suas demandas e comportamentos, pensando também em integrar os diferentes setores e softwares utilizados.

BUSINESS INTELLIGENCE COMO ALIADO EMPRESARIAL

Com a adoção da tecnologia, o Business Intelligence virou algo importante para as empresas, especialmente com a maior digitalização de seus processos. A evolução do BI foi do hardware para uma rede, seguindo para aplicativos, análises e, finalmente, sistemas inteligentes, auxiliados por Inteligência Artificial.

Apesar do grande leque de possibilidades, os resultados da adoção de uma plataforma de BI será fruto de uma série de ações dentro da empresa. Com exemplo, se a maioria dos departamentos de uma empresa se recusa a compartilhar dados, isso acaba criando silos, o que quebra a filosofia de BI para democratização e compartilhamento dos dados.

O BI reconhece a necessidade de sincronizar os esforços dos gestores em todos os níveis - estratégico, tático e operacional - a fim de alcançar em conjunto as metas e objetivos de negócios.

Analisando o mercado de Analytics e Business Intelligence, temos acompanhado o aumento do interesse das empresas no Brasil por plataformas do segmento. Este crescimento é verificado por dados, como através do Estudo Mercado Brasileiro de Software – Panorama e Tendências 2020, produzido pela Associação Brasileira das Empresas de Software em parceria com a IDC, que apontou que as plataformas e aplicações de Analytics e BI movimentaram US$ 1,196 bilhão em 2019, com uma taxa de crescimento de 20,3% em relação ao ano anterior.

É claro que só a obtenção de dados por softwares analíticos não é suficiente. A Inteligência Artificial tem um papel fundamental na análise dos dados e no fornecimento de informações relevantes para o planejamento e interpretação desses números.

O marketing é um dos segmentos que mais se aproveita dos profissionais e ferramentas focados em Business Intelligence. Os dados colhidos são muito mais que números em planilhas, já ferramentas modernas fornecem tecnologia de indexação de dados que tem uma capacidade única de combinar dados extraídos de diferentes sistemas para simplificar as operações.

As empresas que ainda não adotaram o Business Intelligence e mesmo para as que estão desbravando esse mundo a mais tempo precisam estar cientes que não basta apenas investir nas ferramentas ou plataformas. Antes e durante a implementação, é muito importante analisar os dados disponíveis para avaliar a qualidade dos dados e se a coleta e armazenamento deles está sendo realizada corretamente. 

Investir em BI é investir em soluções eficientes que facilitam e otimizam os processos. No marketing, cada feedback importa e obtê-los em tempo real é fundamental, seja para a mudança de estratégia quanto para a manutenção dela. Desta forma, é possível prever campanhas mais inteligentes e que engajam melhor, trazendo resultados.

Por: Jonathan Melo

Jonathan Melo é Diretor de Marketing da Zoho Brasil.