A pauta do seu caderno de notas | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

A pauta do seu caderno de notas

O Varejo passa por um momento muito particular no Brasil, em meio à uma caótica economia mundial...

Por | 11/01/2011

Compartilhe

O Varejo passa por um momento muito particular no Brasil, em meio à uma caótica economia mundial que não vai recuperar-se tão cedo. Os grandes varejistas entraram no negócio do crédito, disseminando mais rapidamente do que os bancos o acesso de uma camada emergente da população ao consumo. É impressionante a dinâmica da economia brasileira, com crise externa ou não.

Importados? Chineses. O Brasil exporta commodities e importa produtos muito baratos - olha o câmbio - que alimentam o desejo de consumo da nova classe C. Somos convocados, ainda mais, estrategicamente para melhor aproveitarmos esta onda. Criei esta coletânea para procurar instigar uma pauta básica.

1) Um tema central

Varejo 3.0 

2) Tecnologias da inteligência do varejo

Qualquer tecnologia que permita ao varejista ser mais rápido, mais flexível e mais pró-ativo é para onde irão os investimentos nos próximos anos.

3) Comportamento referência

Jogos web: um fã que já conhece o jogo ajuda ao iniciante na rede. Caso contrário não poderá jogar com quem não conhece os códigos. O mesmo acontece com uma marca: se é fã, ajuda os outros a perceberem porque ele se identifica com o produto, compartilha com os demais e assim aumenta o número de defensores que criam a tendência: "eu não posso ficar de fora desta marca que sabe cuidar de nossas percepções". Rede!

4) Experiência de consumo e reputação

As mídias cercam todas as experiências, cujo conteúdo trafega nas redes sociais criando reputações, boas ou ruins, para uma marca. Pensar nas compras compartilhadas.

5) Mídia e realidade

A realidade e todas as mídias tratam dos mesmos temas simultaneamente. O Real e o Virtual se entrelaçam: Avatar!

6) Convergência

O fã de uma marca tem o poder de interagir na criação, interferindo no produto, no seu uso ou aceitabilidade, gerando tendências de consumo e aprovação das marcas pela reputação nas redes.

7) Mantra 01

Se conta eu esqueço, se mostra eu lembro, se me envolve eu entendo e compartilho esta experiência. Eu vivo conectado à minha rede de amigos e afins.

8) Desejo de compra

Produtos não geram publicidade por si só, precisam dos códigos dos consumidores de cada grupo de afinidade.

9) Lucro

Lucro é objetivo dos acionistas. O principal objetivo da empresa é atender aos desejos - conscientes ou não - dos consumidores.

10) Mantra 02

Na gestão é agir com emoção, na estratégia é racionalizar para deixar eclodir a paixão pelo trabalho. Só assim os consumidores se envolvem, pois é essencial a essência aparecer!

11) Nova Era

Os consumidores na era do conhecimento têm "detector de mentiras!"

12) Poder feminino da emoção

Diferenciação pela emoção: O que faz seu produto, loja, serviço ser amigável para as mulheres? Afinal, elas estão no centro da jornada da decisão de consumo.

13) Cadeia de valor da experiência do cliente

Cada vez mais as relações entre fornecedores de uma marca e seus clientes ficam interdependentes. Administrar varejo com foco "do cliente" obriga as empresas a estabelecer o valor da marca para todos os seus fornecedores. O nome disso: cadeia de valor da experiência dos clientes.

14) Varejo 3.0

O futuro é hoje! O Mercado é global e interligado. Você já percebe isso no seu cotidiano?

15) O mundo digital

Smartphone, Video-chamada, GPS, MSN, Google e Facebook até cinco anos atrás pertenciam ao universo da imaginação para o cidadão comum. Em 1973, o primeiro celular, Motorola, pesava 1 kg e custava U$ 4,000.00. 

16) Celulares

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) prevê que em 2013 o Brasil alcance a marca de 300 milhões de celulares. Em 2009, o número de clientes de celulares chegou a 175 milhões e em setembro de 2010 atingiu a marca de 189,4 milhões, o que significa que, em muito breve, o Brasil terá mais celulares do que habitantes.

17) O computador pessoal migrou para os smartphones

Também fazem ligações, hora, tempo, mapas, sms, mms, chats, video-chamada, navegam. Em um ano, a quantidade de smartphones vendidos aumentou 69,2%. No segundo trimestre de 2010 foram vendidos 1,06 milhão de smartphones no Brasil, contra 629 mil no segundo trimestre do ano passado. No total, os fabricantes venderam mais de 12 milhões de celulares no Brasil neste período. Agora vemos os tablets!!!

Bem-vindos à segunda década do século XXI!

João Batista 

Por: João Batista Ferreira




Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss