Por um mundo mais OFF-LINE, a minha aposta para 2016 | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Por um mundo mais OFF-LINE, a minha aposta para 2016

Sei que não tem como fugirmos desta avalanche de inovações. Tudo interligado, internet das coisas, realidade virtual, tudo a um touch de distância, mas...

Por | 04/01/2016

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Todo começo de ano somos bombardeados por apostas para o período que se inicia e também costumo ser indagado sobre a minha opinião a respeito de tal previsões. Então, vamos lá...Minha aposta vai para um 2016 mais OFF-LINE! 

Estou certo que este será o grande desafio de estratégias de branding das empresas para o próximo ano. A dificuldade aumenta, pois 2016 será um ano de Olimpíadas e eleições somado com a dificuldade econômica que atravessa nosso país.

Sei que não tem como fugirmos desta avalanche de inovações. Tudo interligado, internet das coisas, realidade virtual, tudo a um touch de distância... Mas, em contrapartida, as pessoas estão sentindo falta de interações com o mundo físico e real e o grande desafio das marcas é como deixar isso mais pessoal. O detalhe não é O QUE fazer e sim COMO conseguir tangibilizar sua marca.

E as próprias marcas que são 100% ON-LINE já estão revendo sua atuação e acreditam em novos caminhos que se cruzam com o mundo OFF-LINE. Sendo assim, estão apostando na flexibilidade, informação na hora que os clientes necessitam e a personalização que o ON-LINE permite combinados com a experiência face to face proporcionada por uma loja física. A Amazon é o melhor exemplo para isso. Em fevereiro abriu sua primeira livraria física nos EUA.  

Indo nesta mesma linha do off-line estamos vendo um movimento do renascimento da impressão de livros justamente porque as pessoas estão sentindo uma necessidade do contato e a experiência que os livros impressos proporcionam. New York Times relatou que as vendas de e-book caíram 10% nos primeiros cinco meses de 2015 e o número de livrarias independentes nos EUA está aumentado, bem como as vendas.

Cada dia que passa eu tenho a sensação que estamos cada vez mais em busca do retrô, voltar à época da caderneta na mercearia e aos nossos "primórdios". Essa é minha real percepção. Você também? Qual a sua aposta?

Por: Gustavo Zobaran

Head BX | Brand Experience na Youse


Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss