Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

O que falta para a internet deslanchar?

Não é porque os gestores, empresários e agências não conheçam a web, mas porque não conseguiram responder questões como: Como trazer dinheiro?

Por | 23/11/2009

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Por Gustavo Reis*

Para o mercado publicitário, 2009 começou cercado de especulações sobre o impacto do cenário macro-econômico nos budgets dos anunciantes. Uma das maiores expectativas era o possível crescimento da internet, uma vez que permite aos anunciantes um ganho de performance devido à modelos de negociação agressivos, possibilidades de otimização em tempo real e oportunidades em embarcar em tendências como o Twitter.

Ao longo do ano, de fato, algumas empresas souberam aproveitar o momento e realizar ações inovadoras, gerando uma experiência diferenciada e/ou ocupando um posicionamento estratégico que lhes dê alguma vantagem, afinal os números do meio impressionam: Projeta-se para 2009 um crescimento aproximado de 10% no total de usuários, totalizando quase 70 milhões de pessoas conectadas (alcance de 49%, segundo dados do TGI América Latina).

Com a proliferação das plataformas sociais, o Brasil que já se destacava entre os países com maior tempo médio de navegação, passou a somar índices igualmente impressionantes de páginas vistas em blogs, micro-blogs e comunidades (média mensal de 747 páginas por pessoa segundo o Ibope Nielsen Online) e de interatividade (79% dos usuários navegam por sites de comunidades, 82% vêem vídeos on-line todo mês e 76% escutam rádios on-line, conforme pesquisa global da McCann Ericsson). Estima-se também um crescimento de 30% no total investido em web, chegando a R$ 987 milhões segundo projeção da IAB e do Projeto Intermeios.

Esses são apenas alguns indicadores que refletem a consolidação do meio, mas ainda assim a internet responde por apenas 6% do budget. Acredito que esse valor não é superior não porque os gestores, empresários e agências não conheçam a web, mas porque não conseguiram responder questões como: como encaixar a internet dentro de um plano de comunicação consistente, de forma que traga resultado direto para o negócio? Em outras palavras, como trazer dinheiro?

Claro que não existe uma fórmula mágica que resolva a questão. Talvez nem precise. Existem tantas possibilidades de atuação que um único caminho não parece fazer sentido. Ao longo das próximas semanas vou escrever sobre os principais desafios para os anunciantes para entrar no marketing digital, como as agências tiveram que se adaptar a esse novo modelo de negócio (alterando inclusive a relação com clientes), como encarar a web de forma estratégica e claro, sobre tendências digitais.

Para começar, diz aí, o que falta para a internet deslanchar?

* Gustavo Reis é graduado em Propaganda e Marketing pela ESPM-SP e possui especializações em Strategy e Consumer Behavior pela Harvard Business School, EUA. Atua em marketing digital há 10 anos, acumulando passagens pelo iG e Predicta. Respondeu pela área de internet da Tecnisa e atualmente responde pela diretoria de mídia da Wunderman, atendendo Colgate, Dell, Johnnie Walker, Smirnoff, Land Rover, Perdigão e Syngenta.

Por: Gustavo Reis








Comentários


Acervo

Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss