The book is on the table | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

The book is on the table

O inglês está por todos os lados do Marketing, mas será que os Gerentes de marcas não têm noção de que a maioria dos brasileiros não falam inglês?

Por | 03/12/2013

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

A despeito de todos os altos e baixos pelos quais a economia norte-americana vem passando desde 2008, é extraordinário o poder desta nação sobre as demais, em todo o mundo. Sua cultura, música, cinema, literatura, culinária, suas marcas e língua estão presentes na maioria das nações.

Aqui no Brasil, nos centros das grandes cidades, estive observando: é praticamente impossível caminhar uma quadra sem encontrar palavras na língua inglesa grafadas nos letreiros e vitrines das lojas. Delivery, Fitness, Self-service, Fashion, Design, V-Power, Show Room, Shopping, Products, First Class, Spot, Pet food, Park, New, são algumas que anotei em um curto trecho de rua.

Na publicidade, somente na Veja desta semana, encontrei os anglicismos Internet Banking, Black Friday, Black Week, New Thinking, New Possibilities, Smartphone, Born to Win, Make it matter, Turbo Sport Vision, The best or nothing. Aliás, por que esta moda de apresentar "Cases" nos eventos de Marketing. Será que "Casos" é tão ruim assim?

Mas o pior exemplo é o dos pontos de venda, principalmente nos autosserviços, nos quais nossas escolhas são feitas literalmente em segundos. Vejam só o exagero que anotei nas embalagens das marcas dos desodorantes Nivea, Dove e Rexona: Active, Skin Energy, Extra Cool, Silver Comfort, Double Effect, Pearl & Beauty, Energy Dry, Natural Care, Beauty Finish, 48 Hour Protection, Clear Skin, Invisible for Black & White, Dry Comfort, Sensitive & Pure, Sensitive Protect, Fresh Natural, Fresh Active, Dermo Aclarant, Stress Protection, Kool Kick, Invisible Dry e Clean Comfort.

Será que os Gerentes dessas marcas não têm noção de que a maioria dos brasileiros não falam inglês? Que ao designar desta forma os produtos não informam seus atributos de forma clara e rápida para facilitar suas escolhas e assim perdem vendas?

Creio que esses profissionais acreditam que termos em inglês transmitem sofisticação às marcas de seus produtos e serviços; mas estamos exagerando. Ao buscar este "charme", excluímos milhões de pessoas que poderiam estar consumindo-os, se soubessem do que se trata. Em tempo, uma vaia... para Black Friday!

The book is on the table

Por: Gilberto Strunck

Sócio-Diretor da DIA Comunicação


Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss