Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Sai o produto, entra a experiência

Produto bom e de qualidade não é mais um diferencial, mas sim premissa para a sobrevivência das empresas, que precisam entender que os produtos estão dando lugar às experiências

Por | 02/10/2014

gabriel@btnk.com.br

Compartilhe

Hoje em dia, com a concorrência cada vez maior e a comoditização tomando conta de todos os segmentos, é cada vez mais difícil chamar a atenção do público e essencial que as marcas entendam que o cenário mudou. Não basta apenas um bom produto, serviço ou comunicação para se destacar no mercado.

Produto bom e de qualidade não é mais um diferencial, mas sim uma premissa básica para a sobrevivência de uma empresa. Produtos que apresentam alguma diferenciação em relação à concorrência, ou seja, produtos premium, podem ajudar na competitividade, mas sempre estarão sujeitos a serem copiados e, por si só, não ganham mais o jogo. Por isso, as marcas precisam entender que os produtos estão dando lugar às experiências.

Para a construção de uma marca forte e desejada, não apenas um, mas sim todos os pontos de contato devem ser pensados e trabalhados. É a soma de experiências positivas que irão fazer com que as pessoas se relacionem, sejam leais e amem uma marca. Ou seja, mais do que produtos e serviços, é necessário pensar na cadeia inteira de utilização dos mesmos e gerar o máximo de valor em cada um dos momentos de interação com o público.

Mas, estas interações precisam ser relevantes para as pessoas. Mais do que comunicação, que é muito importante para a construção de imagem, é preciso pensar em experiências que impactem positivamente, além de contribuir e participar de forma amistosa na vida das pessoas. Só assim será possível construir mais do que imagem, será possível construir uma relação próspera e duradoura.

Finalizando, é preciso pensar nestas experiências, mas nunca esquecer do propósito da marca e dos objetivos estratégicos da empresa. É preciso assegurar que todos os pontos de contato, além de gerarem experiências únicas e surpreendentes, estejam alinhados à essência e ao posicionamento da marca. Afinal, gestão de marcas, mais do que gerar experiências positivas, deve gerar valor e trazer resultados aos negócios.

Por: Gabriel Saul Maialli

Gabriel Saul Maialli atua como gerente de Estratégia de Marca e Digital Branding na Syngenta, é especialista em Branding pela Business School SP, ministras palestras e aulas sobre Gestão Estratégica de Marcas e é membro do Comitê de Branding da ABA






Comentários


Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss