Artigos

Publicidade
Publicidade
Planejamento Estratégico

Novo 'P' do Marketing: Proteção

Entidades de todos os segmentos passaram a implementar inovações e medidas voltadas para a mitigação das preocupações dos consumidores

Por Fernanda Dalben - 24/02/2021

Não é novidade que a pandemia da COVID-19 evidenciou a urgência das questões sanitárias e exigiu respostas imediatas também das empresas. Num piscar de olhos surgiu a necessidade de atender procedimentos de saúde e segurança ainda mais rigorosos. Dessa maneira, entidades de todos os segmentos as passaram a implementar inovações e medidas voltadas para a mitigação das preocupações dos consumidores.

Segundo a Euromonitor Internacional, a “obsessão por segurança” é uma das dez tendências que ditarão o comportamento do consumidor em 2021. Eficiência e limpeza já não são negociáveis, mas itens que mandam nas relações de consumo, haja vista que as preocupações evoluíram da higiene básica para a saúde geral.

Isso posto, os questionamentos em torno da origem e logística dos produtos e serviços elevaram os padrões de segurança. Para atender essa nova demanda, sugiram entregas por robôs e operações autônomas, os métodos de pagamento sem contato estão em alta pelo medo de lidar com dinheiro sujo, a demanda por aparelhos com desinfetantes e produtos de higiene cresceu exponencialmente.

Diante de tudo isso, sob o olhar de marketing, já não basta uma marca focar em apenas atender aos anseios dos clientes quanto aos tradicionais P´s de Philip Kotler (preço, praça, promoção, produto, pessoas, processos, posicionamento e performance). É necessário ir além dos tópicos centrais das estratégias do marketing mix e se transformar de acordo com as reais e atuais demandas dos consumidores.

Eis então que o marketing ganhou um novo “P”, o de proteção. E agora, mais o que nunca, à medida que os consumidores recorrem às suas necessidades diárias, as marcas devem evoluir e proporcionar uma experiência ainda completa aos seus clientes, inspirando também proteção em seus produtos e serviços desde a concepção até a entrega.

Dessa forma, conclui-se que uma marca com uma imagem confiável, que transmite segurança, demonstra respeito aos seus clientes, colaboradores e comunidade não só em seu discurso ou campanhas, mas em seu propósito, ações e atitudes, possui um ativo intangível para as empresas.

Por: Fernanda Dalben

Diretora de marketing da Rede de Supermercados Dalben e Diretora da SMKT – Soluções de Marketing para Varejo