Artigos

Publicidade
Publicidade
Planejamento Estratégico

Inovação no seu DNA

O Google surgiu e bateu com o gigante e consolidado Yahoo! Nubank tem entrado cada dia mais na briga com Santander, Itaú, Banco do Brasil e Bradesco. Empresas que inovaram. E você?

Por Felipe Morais - 11/03/2020

Inovar é algo que preciso estar no DNA das empresas!

No mundo de hoje isso é uma obrigação e não desejo. Marcas que não inovam perdem cada dia mais espaço no mercado. Muitas empresas possuem pessoas com olho no futuro, pensam com visão estratégica do que as tendências trazem. Talvez a sua marca não tenha essa figura, ou se tem, ele pode estar sendo bloqueado por uma cultura enraizada no que dava certo nas décadas passadas. O mundo mudou não é frase de empreendedor de palco, é uma realidade cada vez mais constante!

Vale uma breve história, passada como documentário no canal History Channel, um programa chamado Gigante dos Motores.  Um programa que, basicamente, mostrou os EUA de 1924 a briga de 3 empresas: Ford, GM e Chrysler. Nessa época, 1924, a briga pela inovação já existia!!!!

O modelo Ford T - com mais de 15 milhões de carros vendidos pelo mundo - dominava o cenário automobilístico da época, mas o genial Henry Ford ia contra a inovação, mesmo sendo ele um grande inovador! A Chrysler buscava mudar e deixar mais luxuosos seus modelos, algo que Ford era contra e até zombava de Chrysler. A GM então fez o correto: apostou em pesquisas e nas mudanças culturais que ocorriam na época. Estudou o ser humano e criou carros e campanhas embalados pela nova cultura que nascia nos EUA. Ford, por sua vez, apoiado em suas crenças mandou reduzir o tamanho do banco de trás dos carros pois havia ouvido nas ruas que “50% dos novos americanos haviam sido concebidos no banco de trás de um Ford T” o que deixou o empresário furioso! A GM naquele momento se tornava a maior empresa do EUA, desbancando a Ford devido a uma jogada: inovar pensando no consumidor. Isso em 1924.

Voltando para os dias atuais, inovação, está aos poucos entrando no dia a dia das empresas. A onda de Startups desde 2017, quando esse mercado se consolidou no Brasil, fez com que muitas empresas abrissem os olhos para a inovação. Se a inovação digital é inevitável — e isso é ótimo — também precisamos compreender que ela trará impactos às organizações. É necessário uma mudança de postura, de cultura e de medidas práticas para torná-la viável. Sempre cito a frase do grande Walter Longo “mais que armas digitais, as empresas precisam de almas digitais”, ou seja,  mais do que post no Facebook (armas) é preciso pensar o digital como um todo (alma). Sem isso, as empresas vão inovar de forma lenta e deixando que toda a concorrência a ultrapasse.

Startups

Tem muita empresa, que hoje, está trazendo o universo das Starups para dentro das suas organizações como forma de finalmente, ter a área de inovação dentro das organizações. Alguns teóricos acreditam que não é o ideal a empresa ter um departamento de inovação, pois esse é um conceito a ser usado em todos os departamentos da empresa, do estagiário ao CEO, todos, precisam inovar. Para esses teóricos, as pessoas que trabalham na empresa precisam, todos os dias, pensar em formas diferentes de fazer as mesmas coisas. E eles tem razão, mas como o ditado “cachorro que tem dois donos morre de fome” é um mantra no universo do marketing, vale sim, ter um time dedicado a pensar e comandar os processos de inovação. Ideias, todos tem. O problema é executá-las.

Fintechs

O universo dos bancos é o que mais se beneficia com isso. Os auxiliares de escritório, iam à bancos pagar contas. As filas quilométricas, hoje, foram substituídas por aplicativos. Os cheques perderam lugar para formas de pagamento eletrônicas. As Fintechs não só estão conquistando espaço no mercado, como também, estão obrigando instituições sólidas a rever seus modelos de negócio e estratégias.

A ideia aqui é que você pense de forma diferente, não fique presos nos velhos conceitos do marketing, gestão e vendas, a inovação precisa estar na agenda de qualquer executivo, não se prenda ao tamanho da sua empresa, lembre-se que as empresas mais inovadoras do mundo, começaram em uma garagem, ou seja, foram pequenas, mas o pensamento inovadores os colocaram onde estão.

O Google surgiu e bateu com o gigante e consolidado Yahoo! A Apple bateu de frente com a IBM e Microsoft. Nubank tem entrado cada dia mais na briga com Santander, Itaú, Banco do Brasil e Bradesco. Empresas que inovaram. E você? Vai continuar apostando no meme do Facebook? No influenciador que compra seguidores do Instagram? Na compra de uma ferramenta de automação para disparo de E-book? Abra a sua mente!

Por: Felipe Morais

Felipe Morais é sócio da FM Consultoria e professor na ESPM, FGV, Senac, Metodista, Belas Artes e USP. Autor dos livros Planejamento Estratégico Digital (Somos Educação) e Transformação Digital Como a inovação digital pode ajudar no seu negócio para os próximos anos (Somos Educação)