Muito prazer, eu sou a Internet! | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Muito prazer, eu sou a Internet!

Vivemos hoje um grande paradoxo: de um lado, profissionais competentes querendo inovar, e do outro, clientes querendo a mesma coisa, a inovação, mas sem fazer o básico

Por | 21/07/2014

fmorais@aatb.com.br

Compartilhe

Parece que estou bem atrasado ao escrever um artigo com esse título, afinal, estamos na era da Internet, das Redes Sociais, do Mobile, dos Blogs... será mesmo? Então, por que em pleno ano de 2014 ainda tem muita gente que acredita que "essa tal de internet pode dar certo?" e pasmem, são muitos! Em uma recente aula sobre E-commerce na Pós de Marketing Digital da Faculdade Impacta de Tecnologia, sugeri aos alunos que fizessem um trabalho. Todos fizeram e posso dizer, que me orgulhou muito o resultado, mas eu os peguei no susto quando disse: "excelentes trabalhos, mas cadê a novidade?"

Vivemos hoje um grande paradoxo: de um lado, profissionais competentes (como esses alunos) querendo inovar, fazer coisas diferentes, do outro, clientes querendo a mesma coisa, a inovação, mas sem fazer o básico! E mais, os alunos não apresentaram as novidades, eles simplesmente mostraram como trabalhar de forma simples, objetiva e em prol do resultado o que já tem por ai: Email Marketing, Buscapé, Google, site... o problema é que temos que apresentar aos anunciantes que isso não é uma ação que tem que ser feita e sim porque fazer!

Tenho dois casos que vivi em 2013 - ano em que a Internet estava mais do que consolidada, casos que ocorreram em planejamentos de Redes Sociais, cenário digital onde vemos os grandes especialistas que não sabem fazer o básico e acreditam que apenas investir em FaceAds já é o suficiente. Será?

Para o primeiro cliente, montei um planejamento para fazer sua Fan Page dar resultado. Não tinha engajamento, não convertia em vendas chovia de críticas. Montei um plano e ouvi da pessoa responsável pelo Marketing: "Felipe, achei fraco seu plano. Meu estagiário faria melhor". Engoli seco, revi o projeto, me questionei muito e então solicitei uma reunião para conversarmos, afinal, sempre estamos aprendendo e vendo onde e como melhorar: ao chegar no cliente, abri sua FanPage e disse: "Olha seus posts. Vocês tem coisas que mais ninguém tem, nunca postam coisas relevantes. Vocês não fazem FaceAds. Os clientes estão falando com vocês por esse canal e ninguém responde. Ai você quer a inovação, quer a grande campanha e não sabe nem o que as pessoas querem". Prazer, eu sou a Internet.

Em outro caso estava fazendo posts para uma construtora. Ao fazer um post sobre um supermercado que ficava ao lado do empreendimento, a cliente me liga: "Você está louco? Quem se preocupa em Supermercado ao lado do apartamento?". Ainda tentei dizer que o apartamento era para solteiros (metragem não chegava a 40m) e que solteiros não cozinham e hoje em dia temos menos tempo para fazermos outras atividades que não trabalhar ou estudar. Então ouvi a frase mais linda de todas: "Felipe, você não sabe nada de Redes Sociais. Pega o folder (impresso) que fizemos, copia a foto, reescreve o texto e pronto!". Questionei a interação e continuou: "Manda ligarem para o corretor. Pessoas que perguntam no Facebook não querem comprar nada! Tudo um bando de curioso." Questionei algumas vezes se ela entendia o público dela ou se havia feito algum curso de Redes Sociais e ela desconversava. "Prazer, essa é a Internet?"

Em resumo, a inovação é sempre válida. Mas antes de pensar em fazer a mega inovação, seus e-mails são segmentados? Seu SEO está sendo bem feito? Seu site está atualizado? A Internet vive do básico também! Faça isso, entenda a fundo a plataforma que a Internet se tornou. As pessoas falam, querem ser ouvidas. As pessoas compram por que leem um comentário do amigo em uma Rede Social, que também ajuda na otimização do site. O banner na home do Uol que dá 0,002% de taxa de click, ajuda na sua venda do e-mail marketing. As pessoas que acessaram seu site hoje, podem comprar daqui um mês, o remarketing pode ser chato para você, mas ele pode aumentar as suas vendas em 30%. O Buscapé pode sim, ser a salvação da sua campanha, ou pode não dar em nada. E claro, a Internet vai além do Post do "gatinho fofinho dando bom dia na sua FanPage",

Prazer, eu sou a Internet. Realmente me conhece?

e-commerce; marketing digital

Por: Felipe Morais

Gerente de Marketing Domus Holding


Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss