Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

PMEs: As empresas que mais precisam de embalagem

Por não dispor dos recursos das grandes empresas, essas empresas são as que mais se beneficiam da contribuição de uma boa embalagem, mais as que mais se ressentem

Por | 06/04/2017

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Quando o homem sapiens vagava pela terra em pequenos bandos de coletores/caçadores, a necessidade de embalagem se restringia aos precários arranjos destinados ao transporte de seus poucos pertences. A necessidade de embalagens de verdade surgiu com a agricultura, onde as colheitas precisaram ser armazenadas e protegidas da umidade, dos insetos e dos roedores.

Mas foi a vida nas cidades que fez com as necessidades básicas de embalagem (conter, proteger e transportar), fossem firmemente estabelecidas e perdurem inalteradas até nossos dias. Esta introdução é para lembrar que as embalagens não se destinam apenas ao consumo e ao marketing, mas trata-se de uma necessidade humana que vem evoluindo com a sociedade para as atender as crescentes necessidades e anseios dos bilhões de indivíduos que hoje a compõe.

Hoje, além de suas funções básicas, a embalagem precisa cumprir novas funções que foram sendo acrescentadas conforme a sociedade e o modo de vida das pessoas se transformou. Além de conter, proteger e transportar, ela precisa informar, chamar a tenção, despertar o interesse do consumidor e o desejo de compra, funcionar como veículo de comunicação, ferramenta de marketing e elo de conexão com a internet...

Nas empresas acontece a mesma coisa, a necessidade de embalagem vai muito além de apenas "carregar" o produto, ela se tornou um componente fundamental do produto, sua aparência, a forma como ela se comunica com os consumidores, se apresenta no ponto de venda e compete com seus concorrentes lado a lado expostas para a seleção e a escolha vai muito além de suas funções básicas originais.

Todas as empresas que atuam no B2B, ou venda de produtos aos consumidores, especialmente as que atuam no autosserviço onde estes produtos são escolhidos em comparação direta, lado a lado de seus concorrentes, precisam conhecer as funções ampliadas da embalagem e colocá-las a serviço de seus negócios.

Ocorre que muitas vezes falta às empresas a conscientização sobre o quanto uma boa embalagem pode contribuir para o sucesso de seus negócios e isso acontece na grande maioria das vezes por falta de cultura empresarial para o marketing e para o design.

Sabemos que a embalagem é uma expressão da cultura material de um povo e também, por analogia, uma expressão da cultura de marketing vigente em uma empresa. Tenho me empenhado muito em mostrar o quanto uma boa embalagem pode contribuir para os negócios e evidenciar que ela é na maioria das vezes o único recurso que a empresa tem para competir no mercado uma vez que cerca de 90% de tudo que está exposto nas gôndolas dos supermercados, não tem apoio de marketing nem verba de comunicação, dependendo, única e exclusivamente da embalagem para competir e enfrentar seus concorrentes.

Trata-se de um poderoso recurso que as empresas possuem dentro de casa e que representa um item significativo na composição de custos de seus produtos, um investimento importante que a empresa faz para chegar até os consumidores. Este recurso não pode mais ser utilizado apenas para "carregar" o produto, a embalagem precisa contribuir para o negócio da empresa para assim, justificar o investimento que nela foi realizado.

Um dos exemplos da contribuição da embalagem que gosto de citar para dar números reais e consistência a esta argumentação, é o "Convênio Abre/Sebrae" criado para oferecer design de qualidade às pequenas empresas a custos subsidiados pelo Sebrae. Neste convênio realizado em parceria por estas duas entidades foram realizados mais de 500 projetos. Os resultados obtidos surpreenderam a todos quando alcançaram cifras de crescimentos nas vendas de 170, 230, 540, 780% e até porcentagens maiores que estas.

Na média, os resultados alcançados nestes 500 projetos demonstraram de forma incontestável que aumentos nas vendas acima de 100% foram alcançados pelas novas embalagens que receberam o aporte de design profissional produzido pelas agências que integraram o Comitê de Design da Abre, responsável pelo atendimento das pequenas empresas que foram apoiadas neste convênio.

Portanto, não resta dúvida sobre a contribuição da boa embalagem, sobre o impacto que o bom design tem no desempenho do produto e dos benefícios que isso traz para empresas de todos os tamanhos. Mas ficou também evidente que onde estes benefícios se evidenciam e conseguem ser melhor assimilados, é justamente nas pequenas empresas. Os pequenos negócios, até porque não dispõe dos recursos das grandes empresas, são aqueles que mais se beneficiam da contribuição de uma boa embalagem. Infelizmente são também aqueles que mais se ressentem da falta de cultura empresarial para o marketing e o design.

Estas empresas são também as que encontram maiores dificuldades para encontrar fornecedores de embalagens que se disponham a atender pequenas quantidades. Não conseguir encontrar fornecedores que aceitam fornecer em quantidades menores é uma dificuldade mencionada pelos empreendedores dos pequenos negócios para justificar o fato de não utilizarem embalagens melhores em seus produtos.

Foi por reconhecer este problema que o conselho da ABRE Associação Brasileira de Embalagem acaba de constituir o "Comitê de Embalagem para os Pequenos Negócios". O objetivo deste Comitê é criar uma plataforma conectar os pequenos negócios às indústrias que se dispõe a fornecer embalagens de qualidade em quantidades menores e facilitar o acesso as empresas que mais precisam delas e para cujos negócios estas embalagens mais podem contribuir.

Fornecer informações sobre a importância da boa embalagem e orientações sobre como proceder para obtê-la também compõe o escopo do trabalho deste Comitê que reúne profissionais da indústria, designers e representantes da comunidade acadêmica dispostos a trabalhar por este nobre objetivo de ajudar as pequenas empresas a prosperarem com produtos de melhor desempenho no ponto de vendas.

Esta é uma notícia animadora pois os resultados obtidos pelo Convênio Abre/Sebrae demonstraram de forma evidente que esta é uma iniciativa que tem tudo para obter os surpreendentes resultados colhidos naquela ocasião e por isso nos sentimos motivados a tentar repeti-los.

Conteúdo de Acesso Premium Para continuar tendo acesso a esse e outros conteúdos exclusivos, faça sua assinatura.
  • Conheça diferentes perfis de consumo
  • Desenvolva embasamentos para suas campanhas
  • Otimize sua gestão de Marketing
  • Projete cenários para o seu negócio
  • Descubra potenciais de mercado
  • Tome decisões mais assertivas

Já é premium/cadastrado?
Faça o login para ver o conteúdo:

Por: Fabio Mestriner

Professor da ESPM e da Escola de Engenharia Mauá; Autor dos Livros: Design de Embalagem Curso Avançado e Gestão Estratégica de Embalagem


Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2015.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2017. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss