Personagens e marcas: uma combinação poderosa | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Personagens e marcas: uma combinação poderosa

O licenciamento gera excelentes oportunidades de lucro e visibilidade para as empresas e podem potencializar seus benefícios e diferenciais com um significado afetivo e emocional

Por | 23/05/2013

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Quando se fala em licenciamento de marcas, na maior parte das vezes esse tipo de ferramenta de marketing está atrelado exclusivamente a vantagens comerciais, o que é óbvio. Em poucos casos, há um vínculo coerente com os atributos e a personalidade das marcas envolvidas, tanto da licenciadora quanto da licenciada. Nesse breve artigo, mostro três exemplos do uso inteligente do licenciamento de personagens em que há uma clara aderência entre estes e a marca licenciada, reforçando o seu posicionamento de mercado.

O primeiro trata-se do Cascão com os impermeabilizantes Vedacit. O famoso personagem do estúdio Maurício de Sousa, que é avesso à água, seja na forma de banho ou chuva, traz simpatia, atratividade e, claro, bom humor, para uma marca do segmento de construção civil, onde o apelo emocional sequer existe. Na comunicação, o Cascão aparece ao lado dos produtos como uma espécie de endosso, quase que afirmando "na Vedacit eu confio, pois minha casa está protegida de umidade e infiltrações". No site da marca é possível baixar gibis da parceria entre Turma da Mônica e Otto Baumgart, onde os diferenciais competitivos da sua linha de produtos são ressaltados de maneira lúdica.

Já no segundo, temos um cobranding da Devassa com a Playboy. Essa última, personificada pela revista internacional, tem-se movimentado em outros universos e ofertas de produtos para expandir sua marca além do editorial e encontrou na Devassa a parceira ideal para o lançamento de uma nova cerveja. Desejo, ousadia e sensualidade têm sido expressos na comunicação e até mesmo na lata da bebida, com a ajuda de personagens bem curvilíneas e conhecidas do imagético masculino: as icônicas ilustrações das coelhinhas da Playboy criadas por Don Lewis.

O último exemplo traz uma dupla consagrada dos desenhos animados unida ao Sem Parar: Papa-Léguas e Coiote. É o segundo ano consecutivo que a marca utiliza o licenciamento dos personagens da Warner Bros, destacando a funcionalidade desse sistema automático de cobrança em uma analogia divertida à velocidade do pássaro. Agilidade, ganho de tempo e estar sempre à frente são algumas das características do serviço ressaltadas nas peças publicitárias. E mais uma vez o Coiote fica para trás, apenas como um figurante dessa história. Em 2011, seguindo o mesmo raciocínio, os Correios sabiamente usaram o Papa-Léguas como símbolo do Sedex.

É fato que o licenciamento de personagens gera excelentes oportunidades de lucro e visibilidade para as empresas, mas quanto mais consistente e pertinente for a associação entre personagem e marca, melhor a marca licenciada comunicará sua proposta de valor, potencializando seus benefícios e diferenciais com um significado afetivo e emocional.

Por: Daylton Almeida

Diretor de Branding da DIA SP


Comentários


Inteligência Inteligência

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss