Artigos

Publicidade
Publicidade
Planejamento Estratégico

Inteligência Artificial: como atingir plena maturidade digital na sua empresa?

Daniel Garbuglio analisa ferramenta como proposta de valor ao negócio

Por Daniel Garbuglio - 13/04/2022

A Inteligência Artificial está presente em diversos segmentos do dia a dia sem que ninguém tenha se dado conta. Você usa o Pix para realizar transferências bancárias, em tempo real, sem pagar nenhuma taxa extra ao banco? Você usa o velocímetro do seu carro para acompanhar, em tempo real, a velocidade que você está, evitando assim pagar multas? Todas essas ações que já fazem parte da nossa rotina foram processos bem implementados através da Inteligência Artificial, que provou ser capaz de melhorar diversas decisões corriqueiras através de transformações digitais.

No mundo corporativo, as empresas estão usando cada vez mais Inteligência Artificial e Machine Learning para melhorar a velocidade, agilidade e performance da tomada de decisão operacional. É o caso da Wayfair, uma empresa de e-commerce que antecipou-se e migrou seus dados para a nuvem e usa machine learning em várias funções. Durante a crise da COVID-19, como a demanda do consumidor mudou rapidamente nas diversas regiões, a empresa conseguiu otimizar a logística de navios de contêineres ao ajustar continuamente que produtos iam para quais portos. Com o aumento dos preços do frete sendo mais relevante, a Wayfare economizou cerca de 7,5% em custos de logística como resultado.

No entanto, as estatísticas sobre a cultura das empresas consideradas Data Driven, ou seja, que utilizam processos organizacionais orientados por dados, mostram que mais da metade das empresas não consegue efetivar esse potencial oferecido pelas alavancas tecnológicas. Segundo pesquisa recente da McKinsey & Company, 62% das organizações não conseguem adotar ou escalar com sucesso uma transformação digital; destas, 60% afirmaram que não foram capazes de priorizar os casos de uso.

Esses números trazem à tona uma realidade que todos convivemos. Quantas informações e estudos são ignorados pelos próprios executivos que os demandaram, quando os insights não lhe são favoráveis? Isso mostra que para chegarmos na evolução da maturidade digital nas empresas, é preciso considerar um fator importante nesse processo: o componente de pessoas. Não basta instalar o software, se não há profissionais treinados e capacitados para realizarem a leitura e a aplicabilidade correta desses dados.

Atualmente, qualquer empresa com o objetivo de ganhar com tecnologias digitais avançadas tem a oportunidade de aprender com abordagens de melhores práticas. Olhar para o futuro e investir na análise dos dados, levando em consideração a importância de ter pessoas que saibam usar esses dados, é essencial para uma jornada de sucesso.

Por: Daniel Garbuglio

Daniel Garbuglio é Vice-Presidente da H2O.ai na América Latina, startup americana inovadora de Inteligência Artificial em Nuvem, criada em 2012. Com mais de 20 anos de experiência no desenvolvimento de negócios para empresas como Microsoft e McKinsey.