O luxo na crise mundial | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

O luxo na crise mundial

Carlos Ferreirinha escreve sobre o que vai mudar no comportamento do consumidor

Por | 11/03/2009

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Por Carlos Ferreirinha*

Até que ponto o negócio do Luxo será afetado diante desta crise no mercado mundial? Quais serão os principais obstáculos? Haverá ou não crise no mercado do Luxo?

São muitas as perguntas e dúvidas. Se ainda existem muitas dúvidas e questionamentos sobre o real impacto desta crise em médio e longo prazo tanto nos EUA como no mundo, não há como ter as devidas respostas para o impacto generalizado no Luxo. Antever o quanto e até quando é o assunto e o questinamento do momento. É hora de voltar a investir na atenção do consumidor localmente, seja pelo varejo de produtos ou pelo serviço como hotelaria, resorts, restaurantes e não somente em São Paulo e Rio de Janeiro, mercados tradicionais, mas também nas demais regiões do País que tem crescido no consumo aspiracional. Acredito que em momentos como este, o Brasileiro de forma geral, tenderá a viajar um pouco menos.

Se analisarmos os grandes grupos mundiais de Luxo ou apenas as grandes marcas, o crescimento destes está sendo totalmente afetado com uma redução esperada de vendas e faturamento na ordem de 50% nos EUA. Quando isso acontece, mudam as prioridades e o foco estratégico, favorecendo as economias emergentes ou outros mercados que não sejam tão dependentes dos EUA, que precisam crescer mais rapidamente para suprir esta baixa nos números no mercado americano. Esta é a razão que localmente os números das marcas de Luxo nos EUA são ruins, mas o número consolidado mundialmente, não. A velocidade e o vigor do consumo de Luxo em regiões como a Ásia, Rússia e Leste Europeu tem compensado. Somente o Leste Europeu cresceu 35% no primeiro semestre de 2008, compensando e muito a perda americana para algumas marcas.

As marcas internacionais precisarão cada vez mais encontrar soluções para este consumo muito dependente dos EUA. Com isso, mercados como o Brasileiro se tornam cada vez mais atraentes e necessários. Ainda mais se considerarmos que o consumo no Brasil, no Luxo, é praticamente todo ele feito para mercados locais - sem a dependência do dinheiro do turista. Com isso, a velocidade da intenção e do interesse de iniciar operações no Brasil, será cada vez mais aquecida para os próximos anos. Considerando que estas empresas tomam decisões pautadas no longo prazo, o mercado Brasileiro é, sem dúvida alguma, a estrela da região da América Latina.

Há também a oportunidade para o empreendedorismo. Em momentos como estes, as marcas genuinamente nacionais, sejam em produtos ou serviços, que conseguirem surpreender e encantar o cliente local com movimentações aspiracionais e prestigiosas ganham espaço. E o Brasil tem surpreendido com marcas especiais em diversas áreas; citando algumas como Movelaria, Gastronomia, Chocolates, Espumantes, Hotelaria, Bem-Estar, Calçados de prestígio, dentre outras.

A crise de 2008, porém, forçou a todos os especialistas repensarem tendências e as empresas a reverem seus planos de crescimento e de expansão. Mais do que tendência, porém, é a constatação de que o ano de 2009 será definitivamente um ano difícil para a atividade do Luxo tradicional. A oferta de produtos e serviços pautada no absoluto, que envolve os dispêndios financeiros mais representativos, terá seu ciclo vertiginoso de crescimento interrompido. Deverá crescer a atividade do Luxo pautada no bem estar. Exercícios focados no cuidado do corpo, no espírito e alma, ganharão relevância. A decoração de interiores dos ambientes já existentes, sejam residências ou escritórios, se fortalecerá. Os "pequenos" Luxos terão a demanda aumentada. O atual consumidor em transição terá mais dúvidas e, com isso, buscará mais opções de consumo. O excesso será comedido e para tanto as marcas terão que garantir a assertividade da atratividade e principalmente o atendimento na prestação do serviço e/ou do varejo, de forma a garantir a concretização da venda.

Consumir conhecimento será determinante no novo cenário competitivo. Os exercícios de Luxo que investirem nesta direção ou financiaram estas oportunidades serão muito bem acolhidas. Teremos que aprender a encantar os clientes em um outro nível de satisfação, o que levará à um incremento significativo em Treinamentos. As pequenas marcas, o raro, feito a mão e os pequenos segredos bem guardados passarão a ser mais atrativos.

A democratização do acesso ao Luxo que tem sido uma realidade nestes últimos anos será aumentada uma vez que as marcas terão que encontrar novas possibilidades de expansão, alcançando novos consumidores e novas regiões de consumo. O Brasil se tornará cada vez mais importante e atrativo para as principais marcas internacionais e os empreendimentos genuinamente Brasileiros terão que expandir para regiões além do Sudeste. A tendência de compartilhar produtos de Luxo ou alugá-los encontrará a partir de 2009 uma fase de crescimento. A era das experiências já iniciada nos últimos anos, será ainda mais acentuada e os jovens a partir dos 18 anos determinarão lançamentos importantes no segmento.

A crise tornará os consumidores mais exigentes e, apesar da necessidade e explicação dos valores mais altos, não estarão dispostos a pagar qualquer preço. Quem melhor saber usar o poder de convencimento e justificativas razoáveis, será mais competitivo. Ou melhor... a base da atividade do Luxo... quem melhor emocionar o consumidor nestes novos tempos, terá vida longa... Sejamos criativos!

* Carlos Ferreirinha é Diretor Presidente da MCF Consultoria & Conhecimento, especializada no Negócio do Luxo e Premium, com atuação no Brasil e América do Sul. www.mcfconsultoria.com.br

Por: Carlos Ferreirinha

Fundador e Presidente da MCF Consultoria, Especializada na Inteligência da Gestão do Luxo


Comentários


Inteligência Inteligência

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss