Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

4 métodos para converter engajamento em vendas nas redes sociais

É preciso seguir pelo menos estas ações: Diferencie engajamento de autoridade, Alinhe as estratégias à comunicação da empresa, Conheça o público-alvo profundamente e Gere valor

Por | 22/02/2016

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Nem toda página que vende gera engajamento, e nem toda página com engajamento gera vendas. Este é um conhecimento básico que eu acredito ser importante saber quando se busca vender mais. De fato, uma página no Facebook sem muita interação dos fãs pode usar anúncios para gerar tráfego para o site de vendas, mas as curtidas, comentários e compartilhamentos na rede social geram o alcance orgânico e o boca a boca.

Esse tipo de marketing, que vai muito além do que exigir resposta de anúncios, é um tipo de marketing muito poderoso, pois são os próprios clientes recomendando o conteúdo ou produtos da empresa. Por isso, listei 4 métodos importantes que precisam ser colocados em prática.

Diferencie engajamento de autoridade
Para trabalhar o engajamento no Facebook é preciso compreender que ele é gerado por uma conexão do público com o conteúdo, independentemente de quem publicou, ou seja, se a audiência gosta de alguma coisa, tende a interagir. Isso é muito diferente de criar autoridade, já que esta depende da conexão do leitor com o autor especificamente, muito mais que o conteúdo: por gerar mais atenção no público, é um dos gatilhos mentais mais poderosos. Mesmo assim, o engajamento é o maior trunfo da venda: por maior que seja a autoridade de um produtor de conteúdo, se as pessoas não engajarem, ou seja, não quiserem aquele produto, ele não venderá.

Alinhe as estratégias à comunicação da empresa
Quando o objetivo é vender nas redes sociais, a comunicação e o posicionamento da empresa precisam estar alinhados. Não adianta ser legal no Facebook e atender os clientes mal na loja, por exemplo. E não basta ter apenas uma página no Facebook: um site bem organizado e a presença em outras redes sociais ajudam muito, desde que haja integração em todos os pontos de contato com o cliente.

Conheça o público-alvo profundamente
As marcas que ainda não vendem precisam compreender que primeiro passo a ser dado é conhecer o público-alvo: precisamos ir mais fundo e saber dos desejos, sonhos, medos e necessidades que podem ser atendidas e que vão além do produto em si. A partir destas descobertas, é preciso criar uma comunicação que mostre para o cliente que aquele produto ou serviço é capaz de atender as demandas. Muitas marcas só se preocupam em oferecer o menor preço ou a melhor condição de pagamento, mas isso nem sempre é o mais importante. Em muitos casos, as pessoas vão pagar mais caro se forem muito bem atendidas, é tudo questão de entender o que as pessoas querem e como você vai sanar essas dores.

Gere valor
Antes de vender o produto ou serviço, é muito importante gerar valor, ou seja, entregar conteúdo para que todos te conheçam. Ninguém entra na rede social para comprar, mas para se relacionar. Como o relacionamento faz parte da venda, ninguém compra de uma empresa que não conhece. É por isso que compartilhar informações com o cliente e formar uma comunidade, gerando valor na marca, precisa fazer parte do processo de venda.

 

 

Por: Camila Porto

Autora do livro Facebook Marketing e professora de cursos sobre Marketing Digital, Facebook Marketing e Empreendedorismo






Comentários


Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss