A importância das redes sociais para as empresas | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

A importância das redes sociais para as empresas

a entrada de uma marca nas redes sociais é hoje um dos principais meios de comunicação entre a empresa e seus clientes. Muitos consumidores preferem utilizá-las hoje em dia

Por | 08/10/2012

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

 

Muitas transformações do mercado estão fazendo as empresas reverem o seu relacionamento com o consumidor. O Sac virou 2.0, o Facebook virou página de cliente fã, o Twitter virou painel de notícias e comunicação direta com o consumidor, o Instagram e o Foursquare já fazem parte do dia a dia de muitas marcas. O contágio emocional está atraindo as empresas para diversas redes sociais. E as empresas, como estão atuando com tudo isso?
 
Nenhuma empresa quer ficar de fora, pois sabe que, atualmente, estar próximo do consumidor é mais do que abrir canais de venda perto de suas casas, vai além de jogar panfletos debaixo da porta e está longe de ligar tarde da noite oferecendo o seu serviço. O relacionamento com o consumidor atual está nas redes sociais. Por isso, criar uma Fan Page no Facebook é uma das primeiras atitudes tomadas pelas marcas. No entanto, não adianta postar sua descrição institucional idêntica ao seu web site, sentar e esperar que os fãs batam a sua porta. Também não se restringe em utilizar recursos como "Crtl C + Crtl V" com matérias já publicadas e entupir sua rede com conteúdo desatualizado. O planejamento é o primeiro passo.
 
Profissionais especializados utilizando as plataformas de comunicação da maneira correta fazem com que as empresas consigam um posicionamento adequado diante do consumidor atual. Se trabalho de planejamento inclui etapas como definição do nível de conectividade da marca, qual o objetivo de entrar nas redes? Informar, engajar, entreter? Alguns levantamentos, como informações mercadológicas e tecnológicas, também são bastante relevantes de serem definidos. Análises como comportamento do consumidor, presença digital atual da marca e identificação do DNA digital da empresa também são etapas essenciais em um planejamento para redes sociais. Além disso, recomendações e definições estratégicas como métricas de sucesso, ROI e KPis não podem ser esquecidas. 
 
A entrada de uma marca nas redes sociais não é uma campanha publicitária e sim uma campanha de relacionamento e deve, por isso, ser tratada como tal. O lançamento pode ser realizado etapa por etapa, em mídias diferentes, não necessariamente de modo simultâneo. Também é importante não gerar conteúdos idênticos para as mídias envolvidas. Lembre-se que a dinâmica na internet é enorme, ninguém quer ler a mesma coisa, diante da infinidade de informações disponíveis. 
 
As linhas editoriais são pontos a considerar, principalmente quando sabemos que conteúdo de qualidade atrai mais seguidores, fãs e futuros clientes. Outro detalhe é humanizar as conversas na rede. A formalidade pode ser deixada dentro dos escritórios. Bom dia e boa noite são muito bem vindos às redes sociais. Responder de modo ágil também soma pontos, assim como monitorar e falar individualmente com cada um, colabora com o seeding de cada estratégia. 
 
Além dos textos, as plataformas de imagens e vídeos são essenciais para não deixar o perfil da marca monótono. Algumas pesquisas revelam, por exemplo, que as pessoas passam cerca de 16 minutos por dia no Flickr (site de imagens) contra 8 minutos no Facebook. Já no Twitter são 20 minutos contra 10 no LinkedIn. (fonte: Google AdPlanner)
 
Fazer bom uso das redes sociais não é tão fácil quanto possa parecer. Exige ainda elaboração, criatividade, envolvimento e investimento. Quando mal realizada, esta prática pode ser interpretada como Spam e aí toda a estratégia irá por água abaixo. Mesmo assim, a entrada de uma marca nas redes sociais é hoje um dos principais meios de comunicação entre a empresa e seus clientes. Muitos consumidores preferem utilizar as diversas plataformas disponíveis através das redes sociais para sanar dúvidas, faze elogios ou reclamações ao invés de utilizar o telefone ou um endereço de e-mail. Não fazer parte deste meio ou utilizá-lo de maneira incorreta é perder mercado, credibilidade e consequentemente valor de marca.

Por: Camila Pissaia

Publicitária, autora do blog Conteúdo Bistrô, e tem especializações em Marketing pela ESPM, FGV e UNIP.


Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss