Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Publicidade

?Millennials? em Tempos de Nostalgia

Está claro e certo que vivemos uma tendência de nostalgia, motivada pelo nosso estilo de vida onde o tempo não mais nos pertence e a tecnologia nos domina

Por | 23/08/2011

Compartilhe

Por Berenice Ring*

Pode parecer curioso, mas em plena era da informática estamos nos sentindo nostálgicos e com saudades dos "bons e velhos tempos". Os mais velhos tem saudades de quando tudo andava mais devagar, quando não havia celulares nem laptops e muito menos internet. "-Ah, aquela é que era uma boa época para se viver!". Contam histórias do passado, de como tudo era fácil e farto e de como as pessoas se relacionavam na rua e pessoalmente. Na verdade, isto não é tão curioso assim, já que os mais velhos sempre foram saudosos do passado e de sua época de juventude.

O mais interessante hoje é que esta postura está sendo observada principalmente entre os jovens chamados de "millenials" ou "Gen Ys", aqueles com idade entre 20 e 30 anos. Eles são um tanto novos para se sentirem nostálgicos, não? Nostálgicos as vezes até de coisas que nem viveram! Esta é uma das tendências de comportamento social mais recente. Esta geração cresceu lado a lado com a Internet e foi moldada por ela e pela evolução da tecnologia que a acompanhou.

Numa entrevista recente, um destes jovens declarou que "a Internet é a primeira coisa criada pelo homem, desde o dinheiro, que esta geração não consegue viver sem." E tudo aconteceu muito, muito rápido. As pessoas da "Geração Y" têm saudades dos tempos em que as coisas eram mais simples, em que se sentiam mais seguros, mais protegidos e possuem um enorme anseio de serem transportados de volta para aqueles tempos. Tempos anteriores ao 11 de setembro, à crise econômica mundial, à falência de países e bancos sólidos e aos arrastões em restaurantes que frequentam.

As emissoras de TV já respondem a esta tendência com programações que satisfazem estes anseios. O Nickelodeon anunciou nos Estados Unidos uma série de programas como "The 90s Are All That" e re-runs como "Clarissa Explains it All". E outras séries, como a premiadíssima "Mad Men" e "The 70´s Show", apresentadas no Brasil pela HBO e Sony respectivamente, tem feito um enorme sucesso. Até a mexicana "Chaves", apresentada aqui desde 1984 pelo SBT, ganhou um novo segmento cult constituído pelos "Millennials". Estas emissoras andam tirando proveito desta tendência após notar uma grande demonstração de interesse através redes sociais.

E a tendência da nostalgia entre os jovens não se manifesta apenas na área do entretenimento. A oferta por produtos e serviços retrô também tem crescido e seus consumidores principais pertence a esta faixa etária. São poltronas de vinil com pés palito, refrigeradores e fogões coloridos com design retro, chapéus e discos de vinil. Isso tudo além das baladas dos anos 70, das barbearias e cabelereiros e da volta de certos produtos e embalagens clássicas às prateleiras dos supermercados. Até o gosto musical destes "Millenials" acompanha a tendência. Uma recente pesquisa feita nos Estados Unidos pelo instituto Pew mostrou que 45% desta geração afirma "gostar muito" dos Beatles e Michael Jackson e 35% diz o mesmo em relação aos Rolling Stones.

Está claro e certo que vivemos uma tendência de nostalgia, motivada pelo nosso estilo de vida onde o tempo não mais nos pertence e a tecnologia nos domina. Somos escravos das ferramentas que criamos para facilitar nossa vida! E através do consumo de marcas e produtos que nos remetem aos "tempos onde tudo era mais simples" reforçamos nosso imaginário e satisfazemos nosso "sense of belonging". E as marcas tiram proveito disso!

As marcas, através de sua estratégia de Branding, conseguem criar vínculos emocionais entre elas, seus produtos/serviços e as pessoas, permitindo que consumidores se expressem através delas. O processo busca um lugar na mente e no coração destes consumidores e usa associações como ferramenta. Campanhas de comunicação, logos, produtos, serviços e tudo que remeta estes jovens emocionalmente de volta "àqueles tempos" irá satisfazer seus mais profundos anseios e gerar lucro às empresas.

* Berenice Ring é Coordenadora do curso de "Branding: Construção e Gestão de Marcas" do PEC-FGV e Diretora da Fox Branding.

Por: Berenice Ring

Coordenadora do Curso de ?Branding: Construção e Gestão de Marcas? do PEC-FGV e Diretora da Fox Branding


Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss