Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Publicidade

Sua empresa ainda não usa ferramenta de colaboração?

Uma dica: os maiores usos e impactos positivos da tecnologia social nas empresas estão no planejamento, no relacionamento com o cliente e no pós-vendas

Por | 08/06/2015

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Em 2012, a McKinsey publicou uma pesquisa global sobre o uso de ferramentas colaborativas e um dos dados mais importantes que o estudo revelou é que elas aumentam entre 20% e 25% a produtividade de profissionais qualificados, o que é impressionante.

A consultoria acaba de divulgar a atualização do estudo, feito com 1.420 executivos em 2014, sobre o uso da tecnologia social em 18 processos específicos de suas empresas. Os dados são igualmente reveladores. Em áreas como vendas e marketing, as organizações estão usando essas ferramentas de forma intensiva e também tentando implementar nas demais áreas.

Não é novidade que as tecnologias sociais já são realidade para profissionais de áreas que lidam com o cliente. Segundo a pesquisa, 57% dos entrevistados afirmaram que suas empresas as utilizam em atividades de relações públicas, 53%, em gestão de relacionamento com o cliente, e, 50%, em atividades de marketing. Mas, apesar de muitas já adotarem tais tecnologias para automatizar outros processos internos, outras ainda não sabem como mensurar os ganhos existentes, nem fazer com que os colaboradores as utilizem de verdade. A pesquisa vem para elucidar um pouco essas práticas ainda não desvendadas.

Em processos como insights com clientes e inteligência competitiva, 62% dos executivos disseram que a adesão de tecnologias sociais mudou o fluxo de trabalho de forma significativa. Essa adaptação não é fácil: ela pressupõe mudança de cultura interna e a transformação nas metodologias de trabalho. O estudo mostrou que, nas empresas que adotam esse tipo de ferramenta de maneira global, entre colaboradores, fornecedores e clientes, sua integração ao fluxo de trabalho se torna muito maior. Isso, talvez, responda à pergunta: Como mudar velhos hábitos para que as pessoas passem a usar de fato as ferramentas contratadas - que muitas vezes são um investimento significativo? Implementá-las em toda a empresa, já que o hábito de uma área parece fortalecer o da outra.

Mas, se você ainda não sabe por onde começar, posso lhe dar uma dica. Os maiores usos e impactos positivos da tecnologia social nas empresas estão no planejamento, no relacionamento com o cliente e no pós-vendas. Começando por aí, você já tem garantia de impacto. E poderá facilmente estender para outras áreas de forma experimental.

As empresas que interagem com parceiros, fornecedores e especialistas através de tecnologias sociais formam 41% entre as pesquisadas. Delas, 66% disseram que essa atitude aumentou a velocidade de acesso ao conhecimento, contra 53% da última pesquisa.

Ou seja, a percepção de que as tecnologias sociais melhoram o capital intelectual da empresa está crescendo. E não podia ser diferente. A internet é um dos melhores instrumentos de busca e acesso à informação que possuímos hoje em dia. Usar a rede para facilitar os contatos só tende a aprimorar a comunicação entre empresas e profissionais dos mais diversos tipos.

A adoção dessas ferramentas, e dos benefícios percebidos, é bem consistente nos últimos dois anos. E, mesmo assim, os executivos acreditam que o futuro será ainda mais brilhante para essa área: 72% esperam aumentar o investimento nos próximos três anos, contra 58% de uma pesquisa feita em 2013. A decisão de ser uma empresa consumidora das tecnologias sociais ou não parece que criará um abismo entre aquelas que estão vendo seu negócio com foco nas transformações do futuro e as que desejam ficar no passado. Qual é a sua visão?
 

Por: Antonio Carlos Soares

Especialista em produtividade e CEO do Runrun.it


Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss